Rússia termina produção da ogiva Poseidon, o “torpedo do Juízo Final”

 Rússia termina produção da ogiva Poseidon, o “torpedo do Juízo Final”

Foto: Getty Images

O “torpedo do Juízo Final” de Vladimir Putin está finalizado, com as primeiras ogivas nucleares Poseidon, arma anunciada em 2018 pelo governo da Rússia.

Segundo a agência estatal russa Tass, a informação foi confirmada por uma fonte da indústria militar, ligada ao Ministério da Defesa da Rússia, nessa segunda-feira (16/1). “O primeiro lote de munição Poseidon foi fabricado e, em breve, será entregue ao submarino de propulsão nuclear Belgorod”, disse.

Informações extraoficiais afirmam que a ogiva nuclear é um torpedo de cerca de 24 metros, com capacidade de se guiar de forma autônoma, como um drone.

De acordo com a agência estatal, diversos testes foram realizados e concluídos com sucesso.

Agora, as primeiras ogivas devem ser enviadas ao submarino Belgorod, que, desde julho de 2022, está pronto. O submarino, de onde o Poseidon pode ser transportado e lançado, é capaz de carregar ogivas nucleares a uma profundidade de até 1.ooo metros, a uma velocidade de 185km/h.

Ao anunciar a produção da arma, em 2018, Putin afirmou que a ogiva teria um poder “ilimitado”, com capacidade de trabalhar em profundidades e velocidades nunca alcançadas por nenhum outro submarino.

Com capacidade intercontinental, a ogiva pode ser capaz de atingir cidades costeiras ao redor do mundo, provocando resultados terríveis, como tsunamis de radioatividade.

Continua após a publicidade

Após a finalização do Poseidon, a “arma do apocalipse”, a Rússia aumenta ainda mais o arsenal nuclear e se mantém no topo dos países com mais armas desse tipo.

De acordo com informações da Federação de Cientistas Americanos (FAS), a Rússia tem 5.977 ogivas nucleares, sendo 1.185 com capacidade intercontinental, 800 que podem ser lançados de submarinos, além de 580 bombas nucleares de lançamento aéreo.

Fonte: metropoles.com

Beltrão Agora

Notícia relacionada