Programa de qualificação de jovens em tecnologia é referência estadual

 Programa de qualificação de jovens em tecnologia é referência estadual

Foto: Assessoria

Nesta semana o Projeto Trilha do Conhecimento teve a certificação do segundo módulo deste ano, com 20 alunos que estão tendo acesso a novos conhecimentos de tecnologia e informação. Trata-se de um projeto de extensão para a qualificação de estudantes do Ensino Médio, que funciona como complemento ao curso técnico em desenvolvimento de sistemas que frequentam. Foram dois módulos, um em cada semestre. Agora os participantes passam a ter acesso a estágio remunerado nas empresas do setor.

De acordo com o secretário do Planejamento Alexandre Pécoits, que também é o coordenador municipal de tecnologia e informação, o projeto é realizado por meio de parceria da Prefeitura de Francisco Beltrão e Associação Empresarial, envolvendo o Núcleo de Pesquisa e Treinamento em Tecnologias Abertas (Nutab), que é coordenado pela secretaria de Planejamento, e o Núcleo Beltronense das Empresas de Tecnologia da Informação (Nubetec), da Associação Empresarial.

A iniciativa conta ainda com a colaboração do Núcleo Regional de Educação, colégios estaduais que oferecem o curso técnico em desenvolvimento de sistemas, ou seja, Mário de Andrade, Suplicy e Tancredo Neves, e as empresas de tecnologia do município. “Pela primeira estamos conseguindo dar esta extensão de qualificação aos alunos do Ensino Médio. Inclusive esta iniciativa de Beltrão é pioneira e já está se tornando referência em todo o Paraná”, enfatiza o secretário Alexandre.

Ele também lembra que muitos jovens terminavam o curso no Ensino Médio e não conseguiam ingressar no mercado de trabalho nesta área específica e acabavam partindo para outros setores, desistindo da carreira promissora de tecnologia. “Com esta união do poder público, entidades e empresas de tecnologia foi possível montar este esquema de qualificação e os participantes já tem acesso ao estágio remunerado nas empresas, que é a última etapa da qualificação. Esse projeto veio para ficar e já pensamos em ampliá-lo para o ano que vem”, conclui Alexandre Pécoits.

Fonte: Assessoria

Beltrão Agora

Notícia relacionada