Preço da cesta básica aumenta em Francisco Beltrão

 Preço da cesta básica aumenta em Francisco Beltrão

Foto: Reprodução

Pesquisar e buscar promoções continuam sendo as estratégias da maioria dos consumidores na hora de fazer as compras do mês. A dica é válida principalmente quando se observa um aumento no valor da cesta básica. Foi o que apontou um levantamento mensal realizado pela Unioeste, campus de Francisco Beltrão.  O estudo comparou os valores praticados em 13 produtos que compõem a lista de alimentos essenciais na mesa do brasileiro.

E entre os três municípios pesquisados na região sudoeste, Francisco Beltrão apresentou maior alta nos preços se comparado com o mês anterior. A elevação chegou a (2,01%) em Francisco Beltrão e em Pato Branco (1.46%). Por outro lado, Dois Vizinhos registrou uma pequena queda no valor da cesta básica, com uma redução de (-0,33%).

Monetariamente, a Cesta Básica de Alimentação em outubro foi de R$ 581,60 em Dois Vizinhos, R$ 578,40 em Francisco Beltrão e R$ 581,28 em Pato Branco. Como em setembro, Dois Vizinhos segue com a cesta de maior valor e Francisco Beltrão com a de menor valor.

Confira os alimentos que registraram alta de preço

A batata foi o item que teve a maior alta do mês em Francisco Beltrão. O produto ficou (48,78%) mais caro se comparado com o mês de setembro. O aumento no valor da batata também foi observado nas outras duas cidades pesquisadas. Pato Branco registrou uma elevação de (58,69%) e Dois Vizinhos cerca de (0,05%). O aumento pode ser explicado pelas condições climáticas, onde as altas temperaturas e as chuvas trouxeram resultados negativos para a produção nacional de batata, reduzindo com isso a qualidade do alimento e fazendo subir o preço no varejo.

A combinação brasileiríssima do feijão e arroz também foi impactada pela alta dos preços. O prato tradicional do Brasil ficou mais caro no último mês. De acordo com a pesquisa da Unioeste, o preço do arroz do tipo parboilizado apresentou alta de (6,41%) em Dois Vizinhos, (6,60%) em Francisco Beltrão e (1,63%) em Pato Branco. Seguindo a mesma tendência, o feijão preto apresentou uma elevação de (0,49%) em Francisco Beltrão, Pato Branco (4,71%), bem como ausência de variação em Dois Vizinhos.

A carne que é o item que representa mais de 50% do custo da cesta básica também continua subindo. Prova disso é que na última pesquisa realizada pela Unioeste em Francisco Beltrão o produto teve um reajuste de (2.43%) a mais do que o mesmo período do mês passado.

Continua após a publicidade

 Pesquisa Nacional

Já no que se refere ao Brasil como um todo, o preço da cesta básica caiu em 12 capitais no mês de outubro em comparação a setembro. Os dados foram divulgados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), que pesquisa mensalmente o preço da cesta de alimentos em 17 capitais brasileiras. As maiores quedas ocorreram em Natal (-2,82%), Recife (-2,30%) e Brasília (-2,18%). Os maiores aumentos foram registrados em Fortaleza (1,32%), Campo Grande (1,08%) e Goiânia (0,81%).

Ainda segundo o Dieese, em outubro, o salário-mínimo necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria ter sido de R$ 6.210,11 ou 4,60 vezes o mínimo atual, que é de R$ 1.320,00.

Fonte: portaldoromeu.com.br

Beltrão Agora

Notícia relacionada