Lula demite mais 14 militares da equipe de segurança da Presidência da República

 Lula demite mais 14 militares da equipe de segurança da Presidência da República

Foto: Reprodução

Mais 14 militares que atuavam diretamente da segurança da presidência e vice-presidência da república foram retirados dos cargos. Eles estavam lotados no Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e trabalhavam também nas residências oficiais, como o Palácio do Planalto.

Os 14 militares se somam a outros 56 que já tinham sido dispensados. Também foi exonerado o tenente-coronel da Aeronáutica Max Steinert, que ocupava a função de assessor militar na Secretaria Geral da Presidência.

A saída dos militares é uma movimentação interna desde os atos de 8 de domingo, quando golpistas invadiram os prédios dos três poderes, em Brasília. O presidente Lula chegou a dizer que havia perdido a confiança na equipe de militares que trabalham no local.

Lula terá encontro com os comandantes das Três Forças até o fim da semana. A conversa dever tratar dos atos de vandalismo e voltar a insistir que as Forças Armadas não devem ser partidarizadas, como ocorreu na gestão de Jair Bolsonaro.

Continua após a publicidade

As exonerações devem continuar, conforme o ministro da Casa Civil, Rui Costa. Segundo ele, a maior parte ocorrerá a partir do dia 23 de janeiro. “O grosso das nomeações e exonerações será feito a partir do dia 23 até fim do mês.

Fonte: ricmais.com.br

Beltrão Agora

Notícia relacionada