Ludmilla é acusada de plagiar música e pode pagar R$ 200 mil de indenização por danos morais

 Ludmilla é acusada de plagiar música e pode pagar R$ 200 mil de indenização por danos morais

Foto: Divulgação

A cantora Ludmilla está sendo processada – junto com a empresa Warner – por um possível plágio da música: “Essa é a minha tara” de Reynaldo Veríssimo da Purificação. A artista pode ter que pagar R$200 mil de indenização por danos morais. As informações são do site Em Off.

A coluna teve acesso ao processo e publicou que Reynaldo afirma ser cantor e compositor, sobrevivendo com o comércio de alimentos e bebidas.

O plágio estaria nas canções: “Vem amor bate e não para” e “Vem amor”, de composição da Ludmilla. Ainda segundo informações apuradas pelo Em Off, a Warner fez uma edição que lançou a cantora Mazzoni através do YouTube.

Reynaldo teria cedido os direitos autorais à Link Records Produções e Entretenimentos.

Na composição, que seria a original, diz: “Vem amor, bate e não para, só tapinha na minha cara”.

E a composta por Ludmilla: “Vem amor, bate e não para, com … na minha cara”. Já na outra versão da artista se escuta: “Vem amor, bate e não para, com o pir* na minha cara”.

Fonte: ricmais.com.br

Beltrão Agora

Notícia relacionada