Bombeiros do Rio Grande do Sul resgatam égua que estava há 10 dias em 3º andar de prédio

 Bombeiros do Rio Grande do Sul resgatam égua que estava há 10 dias em 3º andar de prédio

Foto: Pietro Oliveira/RBS TV

O Corpo de Bombeiros de São Leopoldo, no Vale do Sinos, no Rio Grande do Sul, foi acionado para um resgate inusitado: um equino estava preso no terceiro andar de um edifício de um condomínio residencial, no bairro Campina. O animal foi resgatado por volta das 19h30 desta terça-feira (14) e, segundo o Corpo de Bombeiros, se tratava de uma égua.

A operação de resgate, que começou por volta das 12h, envolveu cerca de 15 pessoas do Corpo de Bombeiros. O animal foi içado e retirado por uma janela. Ainda não há informações sobre o local para onde a égua será encaminhada.

Segundo os bombeiros, o condomínio está vazio devido às enchentes que assolam todo o estado gaúcho. Pelo menos 100 mil pessoas estão fora de casa só no município de São Leopoldo – são 617 mil em todo o estado.

Os bombeiros, no entanto, não sabem como o animal chegou ao apartamento. De acordo com o síndico, a égua estava há dez dias no local. Inicialmente, acreditava-se que era um cavalo, mas veterinários confirmaram durante o resgate que se tratava de uma fêmea.

A cena lembrou o caso do cavalo Caramelo, que comoveu o Brasil. O animal ficou ilhado por 4 dias em um telhado na cidade de Canoas, também devido às fortes chuvas, e foi resgatado na última quinta-feira (9). Caramelo teve quadro de desidratação e ainda precisa recuperar o peso que perdeu durante o período em que ficou ilhado.

Os agentes, que estavam acompanhados de veterinários, alimentaram o animal e providenciaram água ao equino.

“Provavelmente, em uma forma de alcançar um local seguro, o animal deve ter subido pela escadaria do prédio, conforme a água ia avançando, e ficou preso de certa forma nesse apartamento”, explicou o Capitão Gularte, do Corpo de Bombeiros.

Fonte: G1

Redação Beltrão Agora

Notícia relacionada