Anestesista é preso por estuprar pacientes sedadas e filmar os abusos

 Anestesista é preso por estuprar pacientes sedadas e filmar os abusos

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O anestesista colombiano Andres Eduardo Oñate Carrillo, de 32 anos, foi preso nesta segunda-feira (16) suspeito de estuprar pelo menos duas pacientes sedadas durante cirurgias em hospitais no Rio de Janeiro. O médico ainda teria gravado os crimes.

O homem, que está há seis anos no Brasil, foi preso em casa, na Barra da Tijuca, por policiais da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV). A esposa ele abriu a porta para os agentes, que acordaram Andres e deram voz de prisão.

As investigações contra Andres começaram em dezembro de 2022, quando a Polícia Civil recebeu informações da Polícia Federal sobre um acervo de cerca de 20 mil arquivos de pornografia infantil nos computadores do médico.

Entre os documentos, foram encontrados os vídeos feitos pelo anestesista abusando as pacientes. Em uma das mídias, ele filmou o estupro de uma mulher durante uma laqueadura, enquanto outro vídeo mostra o abuso em uma cirurgia para retirada do útero. Os casos aconteceram em 2020 e 2021, segundo a Polícia Civil.

Continua após a publicidade

Os vídeos que o médico gravou foram exibidos às vítimas, que se reconheceram, mas não sabiam que haviam sido estupradas. Os arquivos incluíam até bebês com menos de um ano de vida.

A investigação faz buscas pelos hospitais que Andres trabalhou nos últimos anos, esperando encontrar mais vítimas.

Fonte: ricmais.com.br

Beltrão Agora

Notícia relacionada