Grêmio demite Renato Gaúcho após eliminação precoce na Libertadores

Muito questionado desde a temporada passada, Renato Portaluppi não é mais treinador do Grêmio. Após reunião realizada nesta quinta-feira (15), a diretoria gremistra decidiu que o treinador não seguirá no comando do Tricolor Gaúcho, de acordo com informações do Ge.globo e da Rádio Gaúcha.

Segundo o Ge, os jogadores já foram informados da saída no treino desta tarde no CT Luiz Carvalho.

Renato não resistiu à eliminação gremista na pré-ibertadores diante do Independiente Del Valle. O Grêmio perdeu duas vezes por 2 a 1 para o time equatoriano e perdeu a chance de entrar na fase de grupos da competição sul-americana. Com Covid-19, Renatoo não comandou a equipe nas duas partidas.

Após a eliminação, o vice-presidente do clube, Cláudio Oderich, chegou a afirmar em entrevistas que não descartava a demissão do treinador. E na manhã desta quinta, o CEO do clube Carlos Amodeo e os membros do Conselho de Administração, presidido por Romildo Bolzan e os seis vice-presidentes se reuniram na Arena para tratar do assunto.

Renato tinha recém-renovado seu contrato com o Grêmio. Após longa novela e de ter sua saída encaminhada, o treinador assinou um novo contrato de mais um ano com o Tricolor no dia 5 de março.

Ídolo máximo do clube, Renato encerra sua terceira passagem como treinador do Grêmio. Técnico com mais jogos na história do Tricolor, o ex-atacante ganhou uma estátua na Arena. Além de conquistar os títulos da Copa do Brasil (2016), da Libertadores (2017), da Recopa Sul-Americana (2018), de três estaduais (2018, 2019 e 2020) e uma Recopa Gaúcha (2019).

As informações são do terceiro tempo. uol

Foto: GRÊMIO .NET

Notícia Anterior

Em Dois Vizinhos, segunda dose da vacina contra a covid será aplicada em sistema Drive – Thru

Próxima Notícia

Pandemia: 52 novos casos e uma morte nas últimas 24 horas em Beltrão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *